Paraná

Polícia deflagra operação no combate à receptação de fios

Denominada Operação Metal Nobre III, a ação contou com a Polícia Militar, a Guarda Municipal de Curitiba e outros órgãos municipais, além de apoio da Copel e da Sanepar.

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Polícia deflagra operação no combate à receptação de fios
fonte: Divulgação/AEN
Polícia deflagra operação no combate à receptação de fios

Um casal foi preso e cerca de 600 quilos de fios metálicos foram apreendidos durante uma ação integrada entre as forças de segurança pública e coordenada pela Polícia Civil do Paraná. Denominada Operação Metal Nobre III, a ação que aconteceu nesta quinta-feira (22) contou com a Polícia Militar, a Guarda Municipal de Curitiba e outros órgãos municipais, além de apoio da Copel e da Sanepar.

continua após publicidade

Em Apucarana os furtos de fios elétricos tornaram-se um desafio para a segurança pública do município e região por causa do grande número de casos. Somente nesta semana, bandidos levaram quase 500 metros de cabos em duas ocorrências registradas na quarta-feira. 

O trabalho investigativo, feito pela Guarda Municipal e pela Polícia Civil, visa localizar pontos de receptação de metais furtados de locais públicos do município. As investigações estão em andamento há quase dois meses e não têm data para encerrar.

continua após publicidade

A atuação de grupos de inteligência da Polícia Civil e da Guarda Municipal foi para identificar e abordar comércios de materiais recicláveis que receptam produtos furtados, como cabeamento de empresas de telefonia, hidrômetros da Sanepar e medidores da Copel.

Nas ações desencadeadas foram abordados três pontos nos bairros Guabirotuba e Boqueirão. No primeiro deles, na Rua Canal Belém, os policiais e agentes municipais localizaram cerca de 600 quilos de materiais e prenderam um casal por receptação qualificada. Dentre os objetos irregulares encontrados estão cabos elétricos, partes metálicas de pontos de ônibus e portas de publicidade.

O estabelecimento recebeu um auto de infração da Secretaria Municipal do Urbanismo (SMU) pela atividade ilícita.

continua após publicidade

No segundo local abordado, um comércio de recicláveis localizado na Rua Evaristo da Veiga, no Boqueirão, a polícia encontrou fiação elétrica e placas de sepulturas e de um grupo de educação. Os materiais foram apreendidos e os integrantes da Secretaria Municipal de Urbanismo lavraram um auto de infração.

Por fim, no terceiro ponto, no bairro Guabirotuba, também houve a confecção de autos de infração pelos agentes do município por conta de obstrução de via com entulhos, não cumprimento de outras notificações anteriores e pela localização de luminária irregular.

Segundo o delegado Wallace de Oliveira Brito, do 6º Distrito Policial, o valor obtido com a venda dos materiais é um atrativo para o comércio ilegal. “Os criminosos subtraem esses fios para depois queimar e transformar o material em cobre, que tem um valor razoável, e vendem no mercado ilícito. Além do prejuízo financeiro, essas ações criminosas afetam até mesmo o fornecimento de energia na cidade”, afirmou.

continua após publicidade

Segundo o comandante da Guarda Municipal de Curitiba, Carlos Celso dos Santos Júnior, a iluminação pública está sendo bastante afetada com do roubo da fiação de cobre, e também o próprio cidadão que tem problemas com furtos de portões de ferro e janelas. “A operação deflagrada ocorreu basicamente na regional do Cajuru e regional do Boqueirão e tivemos êxito. Por isso vamos continuar com esse trabalho em toda a Curitiba”, disse.

DENÚNCIAS – A prevenção a esses casos também está sendo feita pela Polícia Militar. O comandante da 2ª Companhia da PM, capitão Paulo Alexandre, disse que as denúncias sobre esse tipo de crime são fundamentais para que haja o devido atendimento ainda no local da ocorrência.

“O policiamento preventivo e ostensivo é feito diuturnamente, mas é importante que a população nos auxilie com informações sobre esses crimes a fim de que as ações sejam mais eficientes”, afirmo. Informações podem ser repassadas pelo telefone 181.

PARCEIROS – A operação contou com o 6° Distrito Policial,  20º Batalhão de Polícia Militar, Núcleos Regionais da Guarda Municipal de Curitiba (Cajuru, Boqueirão e GOE), equipes de Fiscalização das secretarias municipais do Urbanismo (SMU), do Meio Ambiente e de Obras Públicas. Também acompanharam os trabalhos representantes da Copel e da Sanepar, da Clear Channel (responsável pelo mobiliário urbano da Capital) e das operadoras de telefonia Oi e Tim.

Tags relacionadas: #FIOS #paraná #receptação